fbpx

Da série, poemas mas, 23

Setembro 20, 2019 poemas mas

Ser-se habitado

É-se habitado por muitos

ocupado pelos sinceros, desejado pelos audazes,

frequentado por impulsivos e povoado por virtuosos.

Na estranha leveza de quem contratualizou uma casa

e não uma ala de hotel, inteira, só para si.

É-se habitado por muitos

lotado de tanta informação

repleto de espaço que lhe caiba

mas contínua e inexplicavelmente generoso

para com essa fértil invasão,

que não lhe deixa marcas antes um corpo experimentado.