fbpx

Da série, poemas mas, 14

Junho 7, 2019 poemas mas


Erudito extemporâneo

Não quero intelectualizar a beleza,

apenas abrir-lhe as portas da possibilidade

a essa simples chance de ser.

Encaixotando os espaços e as frestas

as dobras e as esquinas.

Não quero intelectualizar a beleza,

apenas oferecer-lhe outra casa.

Empilhando os livros e as roupas,

as plantas e as panelas,

com que se abeirou.

Cabem nesta lista da mudança

mais do que contratualizei inicialmente.

Virão os funcionários mais atentos, conforme pedi,

chegarão pontualmente às 8, conforme sugeri.

Consigo trarão a vontade e a verdade.

Dar-lhe-ei as indicações para a ordem de arrumo,

para que pausem e se deixem pasmar,

para que cuidem e se deixem influenciar.