fbpx

Da série, contos curtíssimos, 12

Março 6, 2019 contos curtíssimos





O homem, a bicicleta e o braçado

Seguia pela manhã naquela estrada sulcada uma improvável tríade que, equilibrando-se nos ensinados eixos da sua velha bicicleta, movimentava poesia em tempo real.

O homem que transportava ramos de braçado num desproporcionado emaranhado de contornos e ligações.  Por aquele caminho no meio do campo, arqueava-se-lhe a vida para um lado, pendia-se-lhe a missão para o outro e no meio destas arruma-se-lhe a sua bucólica realidade.